sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Maracatu Baque Alagoano realiza 1ª Edição da Praça dos Folguedos


Evento em comemoração ao mês do Folclore contará com a participação de grupos locais que fazem parte da cultura alagoana

O mês de agosto é um período especial para os produtores de cultura popular. E neste ano o Maracatu Baque Alagoano (MBA) organizou uma grande festa, recheada de convidados especiais, que representam a pluralidade cultural de Alagoas. Além de muito maracatu, a 1ª Edição Praça dos Folguedos vai contar com a participação do Coco de Roda Paixão Nordestina, do Guerreiro Mensageiros da Alegria, do Bumba Meu Boi Cobra Negra, além do Fandango e das Baianas do Pontal da Barra. O evento será realizado na Praça Marcílio Dias, no dia 24, a partir das 19h.

Voltado aos folguedos e à cultura popular, o mês do folclore é celebrado em todo o país e o Dia do Folclore Brasileiro é comemorado no dia 22 de agosto.

Alagoas tem motivos para celebrar esse dia, pois é um estado rico em folguedos, mestres e brincantes. Além do maracatu, coco de roda, bumba meu boi, guerreiro, fandango e baianas – que estarão presentes no evento, a cultura alagoana é conhecida também por seu pastoril, guerreiro, torés, reisados, cheganças e outras tantas manifestações culturais que abrilhantam nossa história e alegram nosso presente.

O coordenador artístico cultural do MBA, Théo Carneiro, falou sobre os motivos que levaram o grupo a organizar esse encontro de folguedos e sobre a importância da valorização de quem produz cultura popular em Alagoas. “Nós somos um estado muito rico culturalmente. Por isso sempre pensamos em fazer no mês do folclore um grande evento que reunisse parte dessa diversidade de manifestações que a gente possui, para que esses artistas populares possam mostrar a beleza do que fazem. É muito importante e nos sentimos na obrigação de criar espaços que valorizem e prestem homenagem em vida a esses grupos”, destacou.

O evento é aberto e gratuito. Para prestigiar, basta ir à Praça Marcílio Dias, próximo ao estacionamento do Jaraguá, e aproveitar desse momento de muita música, dança e homenagens.

Serviço:

1ª Edição da Praça dos Folguedos

Quando: 24 de agosto, às 19h

Onde: Praça Marcílio Dias, Jaraguá

quinta-feira, 1 de agosto de 2019


Viva o Maracatu! Viva o nosso dia!



Dia 1º de agosto é um dia especial para todos que lutam pela manutenção e que constroem cotidianamente o presente do Maracatu, esse ritmo ligado á cultura e religião africana, que nasce no Nordeste e hoje corre o mundo representando nossa história, tradições e batuques.
O dia do Maracatu foi escolhido por ser a data de nascimento do mestre Luís de França, um dos mais conhecidos mestres de Nações, que esteve à frente do Leão Coroado, um dos mais antigos e tradicionais maracatus de Pernambuco, por mais de 40 anos. Um professor e um exemplo para todos os que seguiram a missão de manter vivos os sons dos tambores, as loas e as tradições.
E Alagoas faz parte dessa tradição, com registros de maracatus lá pra o início século XX, mas que teve sua história interrompida por um trágico e violento episódio de intolerância religiosa, racial e cultural, que foi o Quebra de Xangô de 1912, e toda a perseguição que se seguiu a partir dele.
E quase um século se passou para que, em 2007, fosse realizada a oficina de maracatu do mestre Wilson Santos, no Cenarte, que serviu como pontapé para o nascimento do Maracatu Baque Alagoano. E desde então estamos nesse movimento de resistência e amor pela cultura popular, fazendo questão de levar as cores e nome de Alagoas para onde vamos e tocamos.
Além do Baque, outros maracatus alagoanos dividem a responsabilidade de manter vivos os sons dos tambores e os cantos das loas em nossa terra. Como: Raízes de Tradição, da Mãe Vera, Coletivo Maracatod@s, Acorte de Alagoas, de Pai Elias, Coletivo Afrocaeté, Ganga Zumba e movimentos como os Tambores de Jaraguá.
Iniciamos nossas apresentações com esse pedido, em forma de oração:
“O Pai hoje eu peço ao senhor, proteja o meu Maracatu! Que é de baque virado, vem pedir proteção. Vou bater nesse bombo de ombro marcado e rasgo na mão”
E proteja todos os Maracatus de Alagoas!
Todas as Nações de Maracatu de Pernambuco e as outras tantas que se espalham pelo Brasil e pelo mundo!
E todos os Maracatus Rurais com seus caboclos de lança e catirinas!

E atenção!!

Além de iniciar com essa data tão especial, o mês de agosto é dedicado ao Folclore. E em homenagem a isso, nós temos surpresas para todos e todas! Aguardem! Em breve, vamos anunciar um evento recheado de cultura popular e de maracatu, é claro! Fiquem ligados!!

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

As prévias passaram, agora é hora do carnaval! A turnê momesca do Baque Alagoano vai passar por Recife, Olinda e Maceió levando a força no nosso maracatu às ruas!


Baque Alagoano anuncia apresentações no carnaval de Maceió e de Pernambuco
Maracatu irá fazer cortejos pelas ruas do Recife e Olinda, mas estará de volta à casa para a Noite Afro


O Maracatu Baque Alagoano não para! Ainda celebrando o sucesso da 2ª edição do Polo dos Maracatus, com presença maciça do público, o grupo anuncia que no próximo domingo (03) e segunda-feira (04) estará nas ruas históricas do Recife e Olinda, respectivamente, para cortejos de carnaval. E mais: a festa continua na terça (05), com a Noite Afro no Polo da Praia, em Maceió.
No Recife, o grupo fará sua concentração às 20h na Rua da Moeda, próximo à estátua de Chico Science, e seguirá pelas ruas do Recife Antigo até a Praça do Arsenal. Vale destacar que o local escolhido é o monumento ao cantor, nas imediações do Cais da Alfândega.
Já em Olinda a concentração será pela manhã, às 10h, próximo a igreja do Bonfim, em frente ao número 315. De lá, o cortejo sai em direção aos Quatro Cantos, Mercado da Ribeira, casa de Alceu Valença e termina na Igreja de São Pedro.

O retorno para casa tem a última apresentação desse carnaval, na Terça-Feira Gorda, quando o Baque Alagoano será uma das atrações da Noite Afro do carnaval de Maceió, no palco que será montado em frente ao Lopana, na Praia de Pajuçara. A festa começa a partir das 19h e vai contar, ainda, com Afro Mandela, Afro Afoxé e Mulheres na Roda de Samba.
Este é o ano com maior número de apresentações do Baque durante prévias e carnaval desde sua fundação, em 2007. Após levar 85 batuqueiros e batuqueiras ao Jaraguá Folia, o grupo se orgulha de manter praticamente o mesmo número pelas ruas de Pernambuco, levando um pouco do sotaque alagoano no maracatu de baque virado.
“O Baque Alagoano realmente está superando todas as expectativas em relação a apresentações, em todos os sentidos. Acredito que o maracatu está vivendo um momento muito importante de destaque na cultura alagoana, estando presente em vários momentos, além das prévias e carnaval”, pontuou Théo Carneiro, coordenador artístico-cultural do MBA.

SERVIÇO - Apresentações de carnaval do Baque Alagoano
Dia 03/03 - Recife Antigo
Concentração às 20h na Rua da Moeda, próximo à estátua de Chico Science

Dia 04/03 - Olinda
Concentração às 10h próximo a igreja do Bonfim, em frente ao número 315

Dia 05/03 - Maceió
Noite Afro no Polo Praia, em frente ao Lopana a partir das 19h

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Baque Alagoano em preparativos finais para o Jaraguá Folia
Liderando o Polo dos Maracatus dentro de 2 dias, grupo trabalha dia e noite entre decoração, instrumentos e ensaio final

Chegou a semana que antecede o carnaval e, com ela, o Jaraguá Folia nas prévias de Maceió. Dentro de apenas dois dias, na sexta-feira (22), o Maracatu Baque Alagoano sobe ao palco na Praça Marcílio Dias para a festa do Polo dos Maracatus. Seus integrantes trabalham incansavelmente para afinar os instrumentos, decorar a praça e até fazer um ensaio final na noite de quinta (21).
Para montar a decoração da Praça, batuqueiros e batuqueiras estão em mutirão na sua sede, nos fundos do Mercado do Jaraguá, nesta quarta (20), das 9h às 22h. A afinação dos tambores é uma maratona noturna que começou nesta terça (19) e vai até quinta, quando vai dividir espaço com a instalação dos enfeites e um último ensaio percussivo na Praça Marcílio Dias.
A cada noite, o trabalho começa às 19h, mesmo horário em que as atrações irão subir ao palco no Polo dos Maracatus na sexta, quando o Coletivo Maracatod@s, Bumba Meu Boi Vingador e Coco Xodó Nordestino irão acompanhar o Baque Alagoano. Vale lembrar que no Polo a festa é totalmente gratuita e aberta ao público, sem necessidade de compra de abadá ou camisa.
E a agenda de apresentações do Baque Alagoano não para nesta sexta: o grupo ainda toca no carnaval de Recife, Olinda e Maceió. Para ficar por dentro das datas e percursos, acompanhe as novidades no Instagram (@baquealagoanomaracatu), Facebook (www.facebook.com/baquealagoano) e no blog www.maracatubaquealagoano.blogspot.com.

SERVIÇO
O que: Polo dos Maracatus - 2ª edição
Quando: no Jaraguá Folia, sexta-feira (22), a partir das 19h
Onde: Praça Marcílio Dias (em frente à Capitania dos Portos)
Quanto: aberto ao público, sem necessidade de camisas ou abadás